Procurar Tag

Educação

Sobre Família

A verdadeira parceria entre Escolas e Famílias

14 de janeiro de 2016

Com o fim das férias, precisamos pensar no nosso papel como pais na educação dos nossos filhos!

Ao meu ver, é fundamental a parceria entre a escola e a família. Quando falo isso, quero dizer a real parceria mesmo, onde escola e família sejam engajadas e de fato envolvidas pensando somente no desenvolvimento da criança, e aí sim, ela será beneficiada.

E quando a criança apresentar algum tipo de dificuldade, pais não culpam a escola, e a mesma não culpa a família, e juntas conseguem superar dificuldades e desafios da criança. Mas infelizmente, tenho visto a culpabilização de uma pela outra.

Temos que pensar que cada um que vive e convive com a criança tem responsabilidade pelo desenvolvimento construtivo da criança e por tanto devem caminhar juntos.

É no seio familiar que se vivencia o enlace afetivo, emocional de troca de amor e experiências. E a escola tem a vivência diária do desenvolvimento cognitivo, de relacionamento e crescimento, e juntos vivenciam o caminho para amadurecimento, crescimento e autonomia da criança.

Na família  que a criança aprende também a socializar e dividir. E a escola, tem que acolher esta criança com afeto e responsabilidade, já que, a partir deste momento a instituição de ensino também tem responsabilidade em dar continuidade no processo que já foi iniciado em casa, pela família.

Não tenho duvidas que todos os envolvidos têm boas intenções nesse processo, mas vale reforçar que é um processo calcado na confiança, e só assim pode ocorrer trocas efetivas.

Lembre-se, a família é a principal responsável pela educação das pessoas, da formação e desenvolvimento da personalidade. Nós como pais, não devemos transmitir todas as responsabilidades da educação para a escola que tem como dever continuar o processo que vem sendo desempenhado pela família.

As escolas devem aproximar os pais, ouvindo suas histórias, expectativas e queixas, podendo assim ter um diálogo. Mostrando que os familiares podem e devem ter voz dentro das escolas. Por outro lado, as famílias devem ter mais atenção com suas crianças e jovens.

A escola sozinha não consegue dar conta da formação de um individuo, tampouco os pais sozinhos são suficientes para dar uma educação integral.

O grande desafio é,  juntos descobrir por qual caminho cada criança deve percorrer. Mais do que isso, qual caminho ela pode e lhe fará feliz caminhar, o ritmo certo e a maneira adequada para cada criança. E por isso, a troca de informação, de impressões e a escuta são fundamentais.

Se tivermos em mente que a criança expressa suas dificuldades através de algumas falas e mudanças de comportamentos , podemos juntos ficar atentos, conversar e ajustar o que deve ser ajustado para cada criança. Seja uma dificuldade em casa ou na escola, pode ser expressada em qualquer dos ambientes.

Por isso devemos ter a possibilidade de um diálogo Escola e Família aberto e constante.

Todos nós queremos que a criança viva feliz!!